Notícias


11/08/2018
Autor: Angela Hiluey
Boletim Informativo da Associação Brasileira de Psicoterapia | Nº 3/2018 |Agosto
AS EXPERIÊNCIAS VÃO SE SUCEDENDO E A ABRAP CONTINUA EMPENHADA EM COLABORAR COM A PARTE QUE LHE CABE.

Associados e Associadas da ABRAP,

Concidadãos e Concidadãs, Sociedade Brasileira.

 

Palavra da Presidente

Vivemos tempos onde as respostas devem ser imediatas. A consigna é produtividade e velocidade. Exclui-se o tempo necessário e pessoal  para permitir a compreensão e análise. É o tempo dos relógios, nos moldes do Coelho de Alice no País das Maravilhas.

Curiosamente por outro lado estamos tendo experiências na ABRAP que permitem nos remeter aos escritos de filósofos tais como: Bergson e Benjamin, que nos escreveram tanto sobre a importância do tempo para compreender e concluir como  nos remetem a relevância da transmissão da experiência entre as gerações.

Os Encontros de Formadores em Psicoterapia nos permitiram ter vivências tais quais se pode equiparar às considerações de  tais filósofos.

Nesses Encontros e durante as etapas intermediárias entre os mesmos o clima estabelecido entre os formadores nos permitiu sem pressa dialogar e/ou produzir escritos. Foi respeitado o tempo pessoal e necessário aos seres humanos.

Ou seja como Bergson (1896) escreveu vivemos os três tempos: o de ver, o de compreender e o de concluir. E nosso trabalho foi tomando forma para ser transmitido. Ou como alertou Benjamin (1936) fomos transmitindo a experiência.Tal transmissão vem acontecendo nesse trabalho através das narrativas.

Que possamos assim transmitir algo que não seja idêntico como perpetuação da tradição, mas que ofertemos um novo sentido à formação dos psicoterapeutas, graças aos diálogos interativos que estão podendo acontecer entre os formadores de psicoterapeutas que se uniram a nós.

Temos assim novos elementos para reforçar a ideia anteriormente compartilhada: Relatar nossas experiências parece-nos o caminho adequado para compartilharmos com vocês as ideias que vão sendo geradas, fruto da nossa participação em Eventos e outras atividades. A experiência vem reforçando a adequação de mantermos tal iniciativa e assim vamos transmitindo nossas vivências enquanto escrevemos a história.

Uma das maneiras de que dispomos para transmitir estes relatos é o nosso site www.abrap.org em especial na seção ABRAP INFORMA. Outra maneira é este boletim periódico, o qual também inserimos no site, além de divulgar por e-mail, e pelas redes sociais Facebook e chamadas pelo Twitter, a cargo de nossa Conselheira Dra. Marluce Muniz de Souza Pedro. Esta é a terceira edição produzida na Gestão 2017-2019. Esperamos que lhes traga proveito.

 

Reunião Científica ABRAP

Nossa Reunião Científica, coordenada por nossa Diretora Científica Profa. Dra. Mathilde Neder, seguiu acontecendo na última quarta-feira de cada mês, como programado. Temos um programa de discussões para o ano todo. O espaço é aberto à participação até mesmo de não-associados ABRAP. Inscreva-se através do e-mail: secretaria@abrap.org.

 

V Congresso Brasileiro de Psicologia Ciência e Profissão

ABRAP já encaminhou mais atividades para o V Congresso Brasileiro de Psicologia Ciência e Profissão, dentro do prazo estipulado. Enviamos até o momento 38 atividades para comporem a programação.

 

II Encontro de Formadores de Psicoterapeutas

Tornou-se uma realidade, aos 22 de março de 2018, o I Encontro de Formadores de Psicoterapeutas. Conforme já divulgado.

A ABRAP está fortemente comprometida com o objetivo de garantir a qualificação do psicoterapeuta e consequente melhoria dos Serviços de Atendimento.

No I Encontro, foi aprovada a iniciativa da ABRAP no sentido de normatizar as competências do psicoterapeuta. Diferentes grupos constituídos por Universidades, Institutos de Formação, ABEP e Núcleo de Psicoterapia do CRP-06, se organizaram para produzir dados para tabulação e utilização na perseguição da nossa meta: Normatização das competências do psicoterapeuta.

Tivemos o II Encontro  para avaliarmos essa tabulação no dia 26 de junho.

Em tal oportunidade organizamos os dados elencados para serem distribuídos em tópicos e a partir dos mesmos redigiremos um material que atenda ao nosso objetivo: a normatização das competências do psicoterapeuta. Saiba mais AQUI.

 

XIV Jornadas Internacionais Relates- Rede Européia e Latino-americana das Escolas Sistêmicas. Intitulada: Cérebro, Emoção e Interação.

Aconteceram dias 05, 06 e 07 de julho na cidade de Buenos Aires. Foram organizadas pela Escola Sistêmica Argentina dirigida por Marcelo Ceberio e Horacio Serebrinsky.

Angela Hiluey, nossa presidente, dirige uma das Escolas Associadas a Relates: o CEF- Centro de Estudos da Família Itupeva/ São Paulo.

Sendo assim lá esteve ela, o que favoreceu que um membro da ABRAP pudesse dar sua contribuição além de voltar contando história.

Trata-se de um Evento que reune Escolas Associadas tanto da Europa como da América Latina que somente puderam estar juntas graças a iniciativa de Juan Luis Linares e Roberto Pereira, ambos espanhóis. Formaram um primeiro grupo que constituiu a diretoria de Relates com colegas do México, Colombia, Chile, Argentina e assim começou Relates- Rede Latino-americana das Escolas Sistêmicas que com o tempo veio a agregar Escolas Européias o que resultou na inclusão de outro termo na sigla de Relates- Rede Européia e Latino-americana das Escolas Sistêmicas. Saiba mais AQUI.

Em função do conhecimento desenvolvido, embora o referencial seja o sistêmico, a perspectiva integrativa é considerada como fundamental frente às situações contemporâneas.

Nas Jornadas RELATES reencontrou-se Héctor Fernández-Álvarez da Fundação Aiglé, nosso colega da FLAPSI- Federação Latino-americana de Psicoterapia, que proferiu uma conferência focando a Integração na Psicoterapia. O expositor também ressaltou a necessidade de investigações alinhando a teoria e a clínica com o objetivo de conhecermos a eficiência de nossas abordagens.

Dada a relevância dessa perspectiva, inserir nesse Boletim artigos de colegas pesquisadores/clínicos que se ocupam desse tema, pareceu-nos uma maneira de compartilhar elementos que venham a favorecer que cada profissional a seu tempo se posicione frente a esse polêmico tema: a Integração na Psicoterapia.

Diferentes autores afirmam ser a tendência à integração na psicoterapia uma resposta aos obstáculos e limitações das intervenções psicoterápicas frente aos fenômenos clínicos de extrema complexidade.

Contaremos nesse Boletim tanto com a contribuição do Prof. Dr. Héctor Fernández- Alvarez(*) em parceria com o Prof. Dr. Javier Fernández-Álvarez(**) através do artigo Terapia Cognitivo Conductual Integrativa, quanto com a contribuição da Profa. Dra. Glaucia Mitsuko A. Rocha(***) em parceria com o Prof. Dr. Tales Vilela Santeiro(****, nossos associados através do artigo Integração em Psicoterapia Breve Psicodinâmica.

 A título de introdução ao artigo do Prof. Héctor e do Prof. Javier: tem-se que os autores discorrem nesse artigo sobre a evolução da integração entre os diversos enfoques presentes na Terapia Cognitivo Condutual (TCC) decorrente do crescente interesse pela integração. Mostram-nos ainda esses autores, que a TCC pode vir a pontecializar a integração dos distintos modelos terapêuticos. Veja o artigo AQUI. (fonte: Revista de Psicopatología y Psicología Clínica, 22, 157-169, 2017).

 

A Profa. Glaucia e o Prof. Tales por sua vez mostram que a Psicoterapia Breve Psicodinâmica a partir dos anos 90 adotou o modelo integrativo que resultou segundo esses autores da maior abertura dos psicoterapeutas às influências de outros enfoques teóricos, à necessidade de intervenções baseadas em evidências empíricas e às dificuldades diante das complexas patologias. Veja o artigo AQUI

 

Atividade Científica quando setembro vier...

De maneira dialógica será focado o tema- Suicídio: Prevenção ao Suicídio e Posvenção nessa Atividade Científica.

A cargo da Profa. Dra. Karina Okajima Fukumitsu, pós-doutora pelo IPUSP e coordenadora do Programa R.A.I.S.E- Ressignificações. Acolhimento. Integrativos ao Sofrimento. Existencial. Autora de vários livros sobre o tema.

Save the date: Dia 29 de setembro de 2018 das 09h às 11h.

Fornecemos artigos da Profa. Karina publicado no Jornal da USP com o intuíto de provocar a mobilização para esse diálogo futuro. Veja os artigos ABAIXO:

Processos autodestrutivos na adolescência

Posvenção: uma intervenção dolorida, porém necessária

Aguardaremos os colegas!

 

A ABRAP está atenta às necessidades atuais para promover a Saúde Mental e nossos associados e associadas adquirem voz e vez em nossa companhia.

E assim nos despedimos.

Diretoria e Conselhos ABRAP Gestão 2017-2019

Angela Hiluey Presidente da ABRAP- Associação Brasileira de Psicoterapia

 

(*) Héctor Fernández-Alvarez Psicólogo, Doutor em Psicologia, Presidente honorário, docente, supervisor, psicoterapeuta e investigador da Fundação AIGLÉ-Buenos Aires, Diretor de carreiras de especialização em psicoterapia nas: Universidad de Mar Del Plata, Universidad Maimónides e Universidad Belgrano.

(**) Javier Fernández-Álvarez, Psicólogo, Doutor em Psicologia (Milão), Mestre em Psicologia Clínica (Espanha), Especialista em Psicoterapia Integrativa Cognitiva pela Fundação AIGLÉ-Buenos Aires.

(***) Glaucia  Mitsuko A. Rocha: psicóloga; Mestre em Psicologia Clínica e Doutora em Psicologia pela PUC- Campinas; Pós-dotorado pelo Departamento de Psicologia Clínica do IPUSP ; Professora do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Tocantins.

(****) Tales Vilela Santeiro, Professor Adjunto do Departamento de Psicologia e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Líder do Grupo de Pesquisa Clínica de orientação psicodinâmica (Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil - CNPq).